Massagem com Bambus – Você já Experimentou?

Massagem com bambu

Apesar de ser uma massagem terapêutica com inúmeros benefícios, infelizmente essa modalidade de terapia com bambus é muito pouco praticada no Brasil e, poucos profissionais massagistas dominam suas técnicas e aplicam seus procedimentos em suas clínicas e consultórios.

Em países orientais, como a China e o Japão, o bambu é considerado uma fantástica ferramenta de cura, com propriedades medicinais incríveis, uma vez que em sua composição há uma grande concentração de sílica.

Na natureza, o bambu tem uma taxa de crescimento muito elevada, com uma enorme capacidade de regeneração, tornando-o um recurso extremamente renovável e disponível. Em condições favoráveis, esses vegetais conseguem crescer, em média, trinta centímetros a cada vinte e quatro horas.

Existem relatos que, dependendo das propriedades do solo e de sua adubação, um bambu consegue crescer até um metro por dia. Incrível!

Com sua aparência e aspecto de madeira mais suave, o bambu tornou-se muito conhecido e utilizado em diversas áreas e segmentos, desde construções até em massagens.

Para a aplicação em massagem, os bambus estão dispostos em diversos tamanhos e diâmetros, variando de dez a quarenta centímetros, dependendo da serventia e do modo de uso nas terapias para incremento da saúde e do bem-estar.

Uma vantagem desejada do bambu na massagem é que sua constituição é, ao mesmo tempo, firme e resistente, porém com muita flexibilidade. E essas características fantásticas são obtidas devido à presença de sílica na sua constituição.

Inclusive o extrato de bambu é extremamente rico em sílica, podendo ser utilizado na restauração e recuperação dos tecidos dos nossos corpos, justificando o fato de a massagem com bambus ser tão benéfica para seus praticantes.

Um modo interessante de aplicar a massagem com bambu é justamente aquecendo-o. Com o material aquecido, há uma tendência de que os extratos e, assim, suas propriedades benéficas sejam melhores absorvidas por nossas peles, penetrando nos tecidos e nas camadas musculares mais internas.

A utilização de bambus mais finos e compridos na massagem é condicionada a regiões que englobam músculos menores, como nas mãos e nos pés. Grupos musculares maiores, como nas costas, ombros e pernas são massageados com bambus mais grossos e menores.

Ao rolar os bambus através de qualquer músculo, sob a pele, os nós de tensão são completamente desfeitos, aliviando imediatamente as dores, trazendo um imenso relaxamento.

Alguns terapeutas massagistas também relatam que esses movimentos de rolagem dos bambus eliminam os bloqueios dos canais de energia no organismo, estimulando e intensificando todos os processos de cura iniciados com outros tratamentos, ajudando na recuperação.

terapia com bambus
Massagem com Bambus – Descubra essa deliciosa terapia!

A grandiosa vantagem da massagem com bambu é que ela oferece ao massagista uma ampla variedade de técnicas e procedimentos que este pode utilizar, dependendo exclusivamente das necessidades e dos objetivos dos pacientes.

Alguns profissionais comparam a massagem de bambus com a massagem dos tecidos profundos, mas, nas mãos de habilidosos terapeutas, também pode ser simulada a massagem sueca, com movimentos mais amplos e suaves.

Aliás, é possível simularmos diversas modalidades com os bambus, tais como Thai, Sueca, Drenagem Linfática e outras. Tudo dependerá dos conhecimentos e da experiência do profissional, que poderá, inclusive, adicionar toques do Shiatsu, atacando pontos específicos de pressão.

Até mesmo os bambus menores podem ser acionados para realização de pressão em pontos estratégicos das solas dos pés e das mãos, atuando da mesma maneira que a reflexologia, de acordo com a teoria dos meridianos.

Também podemos combinar as modalidades de massagem. A título de exemplo, podemos inicialmente começar o tratamento com pedras quentes e, posteriormente, avançarmos para a massagem com bambus.

A intenção neste caso é relaxar intensamente e profundamente a musculatura com a massagem de pedras quentes e depois aliviar as dores, alcançar a musculatura mais profunda com a técnica dos bambus, soltando os nós de tensão.

Então, como as demais formas de massagem, a terapia com bambus irá atuar de forma muito extensa em nossos corpos, mentes e espíritos, tornando nossa rotina diária muito mais leve, livre do estresse e da ansiedade.

Além disto, a massagem com bambus também melhora a qualidade do sono, alivia os problemas respiratórios, elimina adesões menos severas, aumenta a flexibilidade muscular e das articulações, reduz as dores provenientes de artrites – principalmente nos ombros e pescoço -, estimula a nutrição das células e remoção das toxinas.

Uma massagem com bambus pode se tornar um excelente e intenso analgésico, liberando endorfinas que ajudam na administração das dores, durantes as fases de reabilitação.

Para as mulheres, principalmente as gestantes, é a massagem ideal para amenizar as dores nas pernas, panturrilhas e coxas; tornando-as mais leves, sem os desconfortos típicos provenientes da gravidez.

Uma série de alongamentos musculares também podem ser obtidos com a massagem com bambu. Ao rolar o bambu sobre grandes estruturas musculares, conseguimos alongá-las, esticá-las, trazendo-as à posição normal, melhorando também a postura e nosso equilíbrio.

E você, já teve alguma experiência com a massagem dos bambus? Então conte-nos como foi. Estamos ansiosos para ler os seus depoimentos aqui no Blog FGC Massagem.

Curtiu este artigo? Compartilhe!

Artigos Relacionados

Um Comentário para “Massagem com Bambus – Você já Experimentou?”

  1. Joana Brandão

    Confesso que não conhecia esse tipo de massagem e deve ser muito agradável. Eu já conhecia a dos tecidos profundos, que não minha opinião se assemelha muito a dos bambus, posso estar enganada. Pretendo, em breve, procurar uma clínica ou um massagista especializado nesta modalidade. Deve ser extremamente relaxante e muito bom para minha dores ciáticas também, eu penso.
    Pena que não estou no Rio, senão iria até a clínica da FGC. Mas prometo que, quando estiver na cidade maravilhosa, irei vistá-los. Gostei da dica, parabéns pelo blog!

Deixe uma resposta para Joana Brandão Cancelar resposta